Publicações

IMPLEMENTAÇÃO DE TÉCNICA REFLECTANCE TRANSFORMATION IMAGING PARA ANÁLISE DE SUPERFÍCIE DE MANUSCRITOS ANTIGOS

November 2015 –  Conference: III Encontro Luso-Brasileiro de Conservação e Restauro      Projects: Produção e uso de documentos manuscritos adornados no século XVIII em Minas Gerais

 

Adriano de Souza Bueno

Patricia Vaz de Mello Lavall

Alexandre Cruz Leão

Márcia Almada

O presente artigo aborda o processo de implementação da técnica Reflectance Transformation Imaging (RTI) que consiste em gerar arquivos de imagem que viabilizam estudos referentes à materialidade do bem cultural por meio da análise de sua superfície, via geração de mapeamento de textura e visualização em software. Tal método tem como objetivo dar suporte científico ao projeto de pesquisa ” Produção e uso de documentos manuscritos adornados no século XVIII em Minas Gerais ” Palavras-Chave: Documentação Científica por Imagem; Manuscritos antigos; Reflectance Transformation Imaging.

Abstract: This paper discusses the technical implementation from process of Reflectance Transformation Imaging (RTI) that consists of generating image files that enable studies on the materiality of the object by analyzing its surface, through the generation of texture mapping and visualization software. This method aims to give scientific support to the research project “Production and use of manuscripts documents adorned in the eighteenth century in Minas Gerais.” Keywords: Scientific Documentation Imaging; Ancient Manuscripts; Reflectance Transformation Imaging.

https://www.researchgate.net/publication/311949636_IMPLEMENTACAO_DE_TECNICA_REFLECTANCE_TRANSFORMATION_IMAGING_PARA_ANALISE_DE_SUPERFICIE_DE_MANUSCRITOS_ANTIGOS

————#—————#———–

CONSERVAÇÃO CURATIVA E PRESERVAÇÃO DE VESTÍGIOS HISTÓRICOS: TRATAMENTO DO MANUSCRITO “DISCURSO HISTÓRICO E POLÍTICO SOBRE A SUBLEVAÇÃO QUE NAS MINAS HOUVE NO ANO DE 1720”

November 2017 – Conference: IV Encontro Luso-Brasileiro de Conservação e Restauro – Rio de Janeiro
Patricia Vaz de Mello Lavall
Márcia Almada
Rodrigo Bentes Monteiro

O Arquivo Público Mineiro – APM, em Belo Horizonte, detém em seu acervo um códice manuscrito de grande valor para o patrimônio cultural brasileiro, trata-se do “Discurso histórico e político sobre a sublevação que nas Minas houve ano de 1720”. Atribuído a Dom Pedro Miguel de Almeida Portugal, 2º Conde de Assumar, o então governador da capitania de São Paulo e Minas do Ouro. Um texto que contém uma defesa filosófica e administrativa de decisões políticas tomadas para conter a rebelião chefiada por Felipe dos Santos, que ocorreu em Vila Rica em 1720. O documento tem sido estudado por diversos historiadores desde o século passado, por ser considerado de grande valor para a historiografia do período colonial brasileiro. O texto desse documento tem sido estudado pelo Prof. Rodrigo Bentes Monteiro, UFF, coordenador do projeto no CNPq. Faz parte do projeto da Profa. Márcia Almada, UFMG, que estuda os elementos materiais do documento. O documento é um códice manuscritos com 240 páginas, 30 cadernos, medindo 21 X 15 cm, que corresponde ao formato ¼. O manuscrito está em bom estado de conservação, apresenta perda de suporte por ataque de insetos xilófagos, há migração de tintas com presença de halos, foram identificados diversas rasuras para as correções, com dois processos diferentes de correção. A encadernação está em bom estado e não sendo necessário desmontagem do manuscrito no processo. Os critérios de intervenção se basearam nas concepções da mínima intervenção. O tratamento curativo levado a cabo por esse documento, procurou respeitar os vestígios históricos presentes no documento, resguardando informações de caráter material que são fundamentais para a pesquisa cientifica, que faz uso desses elementos para responder indagações sobre a produção e circulação de determinado manuscritos e a valoração como testemunhos cultural do passado.

https://www.researchgate.net/publication/321599696_CONSERVACAO_CURATIVA_E_PRESERVACAO_DE_VESTIGIOS_HISTORICOS_TRATAMENTO_DO_MANUSCRITO_DISCURSO_HISTORICO_E_POLITICO_SOBRE_A_SUBLEVACAO_QUE_NAS_MINAS_HOUVE_NO_ANO_DE_1720

————#—————#———–

CARACTERIZAÇÃO DAS TÉCNICAS DE LAMINAÇÃO A QUENTE APLICADAS EM DOCUMENTOS GRÁFICOS – Poster

October 2017 – Conference: Semana do Conhecimento 2017 “Matemática, Diversidade, Conhecimento

Patricia Vaz de Mello Lavall
Márcia Almada

A laminação de documentos com filme de acetato de celulose como meio de preservação e restauração teve inicio na década de 30 e rapidamente se tornou, na época, a principal escolha para a reparação e reforço de papéis em grande escala. Foi um método de preservação adotado por muitos arquivos e bibliotecas para tratar os acervos de grandes coleções nos Estados Unidos e Europa. Por volta da década de 50, a Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro adquiriu a máquina de laminação desenvolvida pela empresa W. J. Barrow, que na época foi considerada uma relevante aquisição para a preservação dos acervos bibliográficos e documentais que estavam ameaçados pelo tempo. O estudo da aplicação da técnica de laminação tem relevância para o percurso histórico da preservação de documentos gráficos no Brasil e no mundo, sendo útil para as instituições na conservação desses objetos, auxiliando para pesquisas futuras. O objetivo deste projeto foi identificar técnicas de laminação a quente, e compreender o processo de envelhecimento/degradação do filme plásticos, a fim de estabelecer critérios para a avaliação e determinação do estado de conservação dos objetos laminados com acetato de celulose, assim como descrever o sistema de laminação mecânico e manual. Estudos recentes vêm demostrando que, ao longo dos anos, a laminação pode causar sérios problemas às coleções. Um dos principais problemas observados está associado ao dano causado pelo próprio processo, com a aplicação de calor e pressão ao objeto durante a laminação. Soma-se a isso o fato do acetato de celulose ser um polímero reconhecidamente instável, tanto física quanto quimicamente. A instabilidade física está relacionada à emissão (perda) de aditivos (por exemplo, plastificantes) da matriz polimérica, levando à formação de uma camada superficial pegajosa no objeto e, também, favorecendo o encolhimento e a ondulação do documento plastificado com acetato de celulose. A degradação química do acetato de celulose é predominantemente uma reação de hidrólise em que o polímero se degrada na presença de altos níveis de umidade relativa formando o ácido acetico. Vários fatores são determinantes para o estado de conservação do documento laminado, tais como: o método de aplicação do acetato de celulose, as condições do objeto no momento da laminação, a composição química do filme de acetato de celulose, condições ambientais (temperatura, umidade relativa e luz) durante o acondicionamento e exposição do objeto laminado. Com a pesquisa foi possível identificar e compreender a composição do acetato de celulose, suas aplicações, degradações em diferentes documentos. PALAVRAS – CHAVE: Acetato de celulose, laminação a quente, manuscritos, papel japonês.

https://www.researchgate.net/publication/321599670_CARACTERIZACAO_DAS_TECNICAS_DE_LAMINACAO_A_QUENTE_APLICADAS_EM_DOCUMENTOS_GRAFICOS

————#—————#———–

Edição especial 100 de Kermes, com o último artigo de Antonella Docci, presidente da A.R.I., “Profissão: restaurador do patrimônio cultural”, uma reflexão sobre o que ainda precisa ser feito para proteger a profissão.

No site da Associação, na seção dedicada, há todas as contribuições escritas pelo conselho de administração e membros nos últimos anos para a revista kermes.

<http://www.ari-restauro.org/wp-content/uploads/2015/03/Kermes-100-Docci-Professione-restauratore1.pdf

————#—————#———–

Anúncios